Anedota: O Terramoto

Após um terramoto que houve, não me lembro bem onde, houve uns GNR’s que foram destacados para ir ajudar as equipas de salvamento.

Depois de algumas horas, quase no fim do dia, de debaixo dos escombros sai uma mão de um jovem que se encontrava a gritar.

Ai… Acudam! Acudam que eu ainda estou vivo…

Um dos GNR’s pisa a mão do infeliz:
Tás vivo nada! Tás é mal ent3rrado!