Comprimido azul

Vai uma mulher ao médico muito aflita e explica-lhe que aqueles “comprimidos azuis” que ele tinha receitado ao marido na semana anterior eram muito fracos.

Que por isso ele tinha resolvido tomar todos os comprimidos e que o efeito tinha sido desastroso pois ele tinha passado três horas em cima dela e como ela já não tinha mais energias foi-se à empregada. Só que como também já nem ela o conseguia satisfazer já tinha papado a vizinha.

Vão os dois a correr para casa para ver o que poderiam fazer, quando lá chegam eles dão de caras com o marido com uma faca na mão prestes a cortar aquilo.

Ao que a mulher desata aos gritos :
– Ai desgraçado! Não faças isso !

– Cala-te estou a afiar a gaita para ir ao rabo do periquito.