Skip to main content

Anedota: Chega-te mais, mais… mais ainda

Numa casa de banho pública, no Porto, um Lisboeta senta-se para fazer as suas necessidades…

Sentado, e para passar o tempo mais agradavelmente, ele começou a ler as inscrições que tinha na porta, inscritas por quem por lá passou anteriormente…

Às páginas tantas, tinha uma frase em letra muito pequenina que ele de onde estava não conseguia ler…

Então foi fazendo esforço para ler e foi-se aproximando cada vez mais…

Quando conseguiu ler, já de rabo no ar…

Leu o seguinte:
“Por favor senta que já estás borrar por fora”