Skip to main content

Anedota: Mulher sincera

Eu apaixonado, viro-me para a rapariga dos meus sonhos:
– Posso não ser RICO, não ter DINHEIRO, APARTAMENTOS de luxo, CARROS importados ou EMPRESAS como o meu amigo CARLOS EDUARDO, mas AMO-TE muito.

Ela me olhou com LÁGRIMAS saindo dos seus olhos, abraçou-me como se não existisse o amanhã, e disse bem baixinho no meu ouvido:
– Se me amas de verdade, apresenta-me ao CARLOS EDUARDO!!!