Skip to main content

O coisa dele já não levantava

Uma rapariga nova casou-se com um senhor já com uma certa idade. Ao fim de um certo tempo de casada, a rapariga foi ao médico e pediu-lhe para passar qualquer tratamento para o marido, já que este chegava muito cansado a casa, deitava-se e dormia. Disse então o médico:
– Olha, levas estas gotas. Pões na sopa do teu marido e ele fica curado.

Chegou a casa e disse à criada:
– Pões três pingos disto na sopa do patrão, mas não dizes nada!

Na hora do jantar diz a senhora para a criada:
– Maria, serve a sopa!

A criada foi para e cozinha. Nisto a senhora ouve a criada a rir. Diz ela então:
– Maria, serve a sopa!

E quanto mais a senhora chamava, mais a criada ria. A senhora vai então à cozinha e pergunta:
– O que é que se passa Maria?

– Sabe o que é senhora? – diz a criada – Cada pingo que eu ponho na sopa, o esparguete põe-se de pé!