Skip to main content

O Anão de Aveiro

Um anão entra num comboio em Ovar pretendendo ir para Aveiro.

A meio da viagem apercebe-se que o comboio não pára nas estações.

Então pergunta a um senhor que ia ao seu lado o porquê daquilo.

O homem diz-lhe:
– Pois não amigo. Isto é um Rápido e só pára em Lisboa.

– Oh! Caramba, o que é que eu vou fazer da minha vida.

Isto é um caso de vida ou de coiso. Eu preciso parar em Aveiro. – diz o anão.

Então, o homenzinho propõe-lhe que sendo Verão, e como o comboio tem as portas abertas e abranda nas estações, ele pegue nos colarinhos do anão, este comece a dar às pernas e larga-o na estação. E é isso que fazem.

Nessa altura, estava um homem a ler um jornal e, vendo o anão a correr ao lado do combOio, agarra nele, atira-o para dentro e diz-lhe:

– Tá a ver amigo, se não fosse eu você perdia o comboio!