Skip to main content

Pobre taxista…

Uma senhora acabada de chegar a Lisboa apanhou um táxi, em direcção ao hotel onde ficaria hospedada.

O taxista, por incrível que pareça, não disse nada, nada, mesmo nada, durante o percurso, até que a senhora quis fazer-lhe uma pergunta e tocou-lhe no ombro…

Ele gritou… foooonix…dá-se q raio é isto, blá blá blá, perdeu ocontrole do carro e, por pouco, não provocou um terrível acidente.

Com o carro já parado, a senhora disse para o taxista que estava completamente apavorado:
– Desculpe, desculpe mas francamente, eu não sabia que o senhor se ia assustar tanto com um simples toque no ombro!

– Ó minha senhora não me leve a mal… é que este é o meu primeiro dia como taxista.

– E o que é que o senhor fazia antes disto? – Perguntou ela.

– Eu fui motorista de carro funerário durante 25 anos